Artigos e notícias

NEWS

Pesquisadores da Califórnia levantam excelentes resultados em pacientes atendidos pela telessaúde

7 de novembro de 2018
shutterstock_202325860-1200x633.jpg

O estudo foi realizado com base nos serviços de vídeoconferência

De acordo com artigo publicado pela mHealth Intelligence, pesquisadores de um sistema de saúde da Califórnia – Kaiser Permanente – encontraram altas taxas de satisfação dos pacientes e resultados positivos em uma análise de consultas de telessaúde realizados por meio de vídeo entre 2015 e 2017.

Com isso, um dos maiores sistemas de saúde dos Estados Unidos nota o sucesso com os atendimentos via videoconferência, embora apenas uma pequena fração de seus pacientes esteja usando a plataforma de atendimento virtual.

Foram analisados 201.383 visitas de vídeo programadas entre 2015 e 2017, envolvendo 152.809 pacientes, e descobriram que 93% dos pacientes que responderam à pesquisa disseram que o atendimento atendia às suas necessidades. Eles relataram seus resultados em uma carta ao New England Journal of Medicine.

Segundo a equipe de pesquisa, liderada por Mary E. Reed. PhD, da Divisão de Pesquisa Kaiser Permanente, quase três quartos das visitas de vídeo foram realizadas por pacientes em um smartphone (tablets representaram 6% das visitas e computadores desktop foram usados ​​em 20% das visitas), e a média da duração do encontro foi de 8,2 minutos.

Mais de três quartos das visitas virtuais foram para medicina, pediatria, dermatologia, atendimento pós-hospitalar ou psiquiatria, e 70% das visitas de atendimento primário foram realizadas com o próprio prestador de cuidados primários do paciente.

Descobrimos que as visitas em vídeo ampliaram as relações estabelecidas entre médico e paciente, com a maioria das visitas em vídeo envolvendo médicos familiares, muitas vezes o próprio prestador de cuidados primários do paciente“, escreveram os pesquisadores.

Conforme citado por Reed e sua equipe, apenas 66% das visitas de vídeo foram conectadas com sucesso, embora essa porcentagem tenha sido maior em visitas de vídeo realizadas após uma visita anterior de telessaúde com o provedor de cuidados primários do paciente. Em pesquisas subsequentes, a equipe de pesquisa descobriu que a maioria das ligações interrompidas era causada pelo paciente mudando de ideia ou encontrando outra maneira de se comunicar com o médico.

Além disso, o número total de visitas de vídeo foi apenas uma pequena fração dos encontros gerais. Segundo Reed, as visitas de vídeo programadas foram usadas por mais de 60% dos clínicos, mas envolveram menos de 5% do total de pacientes do sistema de saúde, representando menos de 1% de todas as visitas ao consultório.

Em um sistema de saúde que agora se conecta com os pacientes mais através de canais virtuais do que pessoalmente, a pesquisa indica que os encontros de telessaúde baseados em vídeo são bem recebidos, mas subutilizados. Reed e sua equipe dizem que esperam que essa tendência continue em alta.

Mais pesquisas são necessárias para examinar a adoção contínua ao longo do tempo“, escreveram eles. “Ainda assim, juntamente com experiências positivas relatadas pelos pacientes, nossas descobertas mostram a viabilidade e a crescente adoção de visitas em vídeo integradas ao atendimento clínico contínuo“, concluem.

Brasil Telemedicina investe na telessaúde por videoconferência

Já há 8 anos, a empresa Brasil Telemedicina avança junto com a tecnologia de saúde e traz para o nosso país o que é tendência mundial. Dentre as inovações oferecidas, destaca-se os serviços disponibilizados por plataformas Web e Apps, seja para telelaudos, médico online, psicólogo à distância e monitoramento 24h de saúde.

Conheça os produtos Laudo24hs, Médico24hs, Psicologia24hs e Monitorização24hs e entenda como a evolução da saúde digital já está disponível no Brasil! Acesse: https://brasiltelemedicina.com.br/marcas/. Até mais!

Acompanhe as novidades no Facebook

© Brasil Telemedicina Serviços Diagnósticos Ltda - CREMESP 955684