Artigos e notícias

NEWS

Tempo frio também é tempo de atenção

1 de abril de 2015
Idoso-frio.jpg

Nos próximos meses, o calor começa a abrir cada vez mais espaço para o frio, o que redobra a atenção para duas doenças preocupantes e bastante comuns na vida moderna: o infarto do miocárdio e o Acidente Vascular Cerebral (AVC).

No tempo frio, a manutenção do calor em nosso corpo é fortalecida por mecanismos de vasoconstricção dos vasos arteriais periféricos, fato este que ocorre por maior liberação de substâncias chamadas catecolaminas.  Durante o frio contraímos nossos vasos sanguíneos, em especial, as artérias e preservamos a perda excessiva de calor em nossas extremidades. Desta forma, o calor pouco se espalha pelo corpo.

Ao contrair nossas artérias, seus calibres diminuem, provocam aumento da resistência em suas paredes e, com isso, podem elevar a pressão arterial.  Assim, pessoas que já possuem patologias como Hipertensão arterial, Diabetes Mellitus e Obstruções das artérias coronárias ficam mais expostas às consequências destes mecanismos fisiológicos.

Os pertencentes ao chamado “grupo de risco” – portadores de doenças cardíacas, obesidade, hipertensão arterial e diabetes – são os mais suscetíveis à incidência destes problemas durante os dias frios.

Tanto o AVC quanto o infarto do miocárdio são considerados as primeiras causas de morte em vários países, inclusive no Brasil. Portanto, fique atento nas causas e nas consequências das duas enfermidades:

Infarto do miocárdio – parte do músculo cardíaco é danificado. Isso ocorre devido à falta de oxigênio recebido pelo coração através do sangue. Com as artérias bloqueadas, o músculo cardíaco não é suficientemente nutrido. Quanto mais cedo este bloqueio for identificado, menor será o risco de ter um infarto do miocárdio.

Os sintomas de um Infarto do miocárdio são:

Aperto, pressão ou dor no peito, pescoço, maxilar inferior, região dorsal e às vezes até nos punhos;

Falta de ar;

Desconforto na parte superior do corpo (braços, ombros, pescoço, costas);

Náuseas, vômitos, vertigem e sudorese.

Acidente Vascular Cerebral (AVC) – Pode ocorrer devido à obstrução de uma artéria do cérebro ou por rompimento e consequente hemorragia deste mesmo vaso que leva sangue as regiões do cérebro. As consequências são variáveis em decorrência do local da obstrução ou hemorragia. Dependendo da artéria afetada o paciente poderá desde ter uma paralisia total de um dos lados de seu corpo e não falar, entrar em coma profundo ou apenas apresentar perda momentânea de seus movimentos.

Alguns dos sintomas do AVC são:

Diminuição ou perda de força na face, braço ou perna de um lado do corpo;

Alteração de sensibilidade – formigamento na face, braço ou perna de um lado do corpo;

Perda súbita de visão em um ou nos dois olhos;

Alteração da fala – dificuldade para se expressar, articular ou compreender;

Dor de cabeça súbita e intensa sem causa aparente;

Instabilidade, vertigem súbita intensa e desequilíbrio acompanhados de náuseas ou vômitos;

Desmaio súbito.

A origem destas doenças está estabelecida em várias causas que vão desde a hereditariedade até as doenças adquiridas já citadas. Salientamos outros fatores como uso abusivo de bebidas alcoólicas, tabagismo, além de fatores como a idade, a raça e o sexo que são determinantes na hora do aparecimento destas patologias. Além disso, o cuidado com a alimentação e com os maus hábitos também é essencial para manter uma vida saudável e de baixo risco.

Independentemente do seu caso, não deixe de fazer um check-up anual para prevenir estes problemas antes mesmo que eles surjam.

Acompanhe as novidades no Facebook

© Brasil Telemedicina Serviços Diagnósticos Ltda - CREMESP 955684